O benefício do governo pago a famílias de baixa renda deve receber um aumento nos próximos meses. O reajuste do Bolsa Família 2018 deve ocorrer quando as contas do Governo estiverem estáveis. O reajuste do Bolsa Família 2018 beneficia mais de 3 milhões de brasileiros. Saiba mais!

Reajuste do Bolsa Família 2018

Dando continuidade a um dos programas de maior sucesso para a população, o Governo Federal já ensaia o próximo reajuste do Bolsa Família 2018. Como de praxe mantém um aumento nas bolsas pagas aos cadastrados no programa de maior sucesso de acordo com o reajuste da inflação. Isso garante que os beneficiários mantenham seu poder de compra na economia. 

O novo valor do Bolsa Família 2018 terá um aumento de 4,8%. Todas as famílias devem começar a receber o valor reajustado assim que o Governo anunciar. Isso deve acontecer no primeiro trimestre do próximo ano. 

O aumento é considerado favorável para garantir o pagamento das contas dos cadastrados. Não deve alterar a possibilidade de novos beneficiários entrarem no programa, ajudando ainda mais famílias.

Todos recebendo pagamento devem ter o aumento desde que estejam cumprindo as regras. Caso o cadastro esteja desatualizado deve-se entregar os novos documentos na central de cadastros da cidade para manter os pagamentos em dia.

Reajuste do Bolsa Família 2018 vem com atraso

reajuste do Bolsa Família 2018 vem em atraso do que se era esperado. Os participantes estavam aguardando um aumento na bolsa mensal para 2017, mas o Governo Temer vetou.

O motivo do veto foi justificado como o impacto na economia dos novos pagamentos. Seria necessário remover dos cofres do governo mais de R$ 8 milhões mensais e no momento mantém-se a política de cortes de gastos.

Mas ao contrário do que se propagou na mídia e entre os participantes, não haverá extinção do programa. O reajuste do Bolsa Família 2018 prova que o Governo Federal ainda deve conseguir manter o programa por longos anos.

O motivo das especulações sobre o fim do Bolsa Família veio da necessidade de cortes na economia. Por enquanto a equipe econômica do Governo se mantém firme em deixar os projetos sociais em plena atividade e cadastrar novos membros quando necessário.

Análise dos cadastrados Bolsa Família 2018 continua

Apesar de não haver cortes no valor pago e manter no reajuste do Bolsa Família 2018, o programa está muito mais rígido com quem já está recebendo a bolsa todos os meses. Os cadastros estão sendo reavaliados e caso haja pendências o pagamento é suspenso.

Um dos motivos de tanto critério, o famoso “pente fino” do Bolsa Família, são as possíveis fraldes no programa. Trabalhadores de volta ao mercado não podem receber mais a ajuda financeira, bem como mães com filhos já fora do período de amamentação.

A reavaliação dos cadastros visam abrir oportunidades para mais pessoas receberem o benefício e redirecionar melhor a verba.

A fralde no Bolsa Família pode levar a pagamento de multa, obrigação de devolver todo o valor pago e até prisão. Fraldar documentos oficiais pode levar de meses há cinco anos de prisão em regime fechado.